sexta-feira, 6 de outubro de 2017

LIMPEZA JÁ, FALTA DE REGIMENTO DETONA CLUBE. O QUE VOCÊ ACHA DESSAS NORMAS?

O Santos, infelizmente, teve uma sequencia de presidentes que detonaram o orçamento do clube, com saídas  de divisas, patrimônios, muito maiores do que entradas.
De MT, Laor com Odílio e depois e MR, vimos uma sequencia incrível de entrada de gestão com  créditos  e empréstimos no início dos mandatos, e depois um aumento assustador de dívidas no final dos mandatos, além de quitação de credores e de  empresas de grupos ligados aos presidentes.

Muitos e muitos prejuízos em transações com atletas que chegaram e saíram do elenco, e com formas de  jogar dinheiro fora com nossas crias do clube. Queremos que se "estanque essa sangria" de alguma forma.

A primeira atitude que se deve fazer, é uma reforma estatutária de emergência ,por um tempo determinado, e que diga o seguinte:

a) .O clube não deve gastar , em hipótese alguma, mais dinheiro do que arrecadou no ano anterior, sob pena de transformar dívidas extras em responsabilidades de gastos do mandatário.

b) O exercício anual deve contar com  no máximo 320 funcionários, chegando a trezentos em um outro prazo, para que o clube diminua suas dividas

c) As categorias de futebol que não rendem dividendos ao Santos,como o Santos B, exceto categorias sub 20 e outras menores, devem ser extintas , os jogadores devem ser negociados, emprestados .

d) deve -se ter transparência com todo negócio empresarial, seja de patrocinador de camisa, aluguel comercial do estádio, direitos de transmissão, patrocinadores diversos, contratos de jogadores, para efetivação das transações, deve ter a anuência de pelo menos 51% do conselho instituído, sob pena de responsabilidades administrativas e  jurídicas serem acatadas ( a serem criadas).

e) Todo empresário de jogadores ou não , que se relacionam comercialmente com o clube, devem apresentar a declaração do imposto de renda seu e de seus familiares no início de cada ano.

f) A cada ano o clube deve contar com no máximo 30 jogadores, distribuídos entre as posições: goleiros, zagueiros, laterais, volantes, meias e atacantes, de forma homogenia, e que atenda as necessidades do torcedor, os contratos devem estar dentro da margem de possibilidades de pagamentos, empatando com 65% da receita recebida pelo clube no ano vigente em conformidade com o ano anterior.

g) O time deve jogar sempre onde consegue equilibrar o maior número de torcedores e receita para o  clube, por um tempo determinado pelo conselho, exceto , em caso crítico, adquira renda com mecanismos comerciais, antes porém, aprovado pelo conselho do clube.

i) Todo lucro do clube deve ser revertido de forma unica e exclusiva ao próprio clube, ninguém tem autorização para movimentar dinheiro em causa própria ou diferente do que é convencionado de forma jurídica e administrativa no estatuto do clube. A administração e pagamento de dívidas e gastos gerais,não pode ser superior a 35% do faturamento, pelo prazo mínimo aos 3 primeiros anos após esse estatuto entrar em vigor.

j) Toda dívida do clube, seja ela de que natureza for, e por quanto tempo perdure, em contrato anterior a publicação desse regimento, deve ter apoio jurídico e administrativo, interno e externo, para se encaixar nos regimentos aqui estipulados.





sábado, 30 de setembro de 2017

Palmeiras 0 x Santos 1. Santos joga no "pasto" do adversário e detona falatório na imprensa, com vitória. RO, sempre ele!

O Santos recebeu um verdadeiro massacre da imprensa, parece que todos queriam que o Santos não só perdesse, mas fosse goleado .
O Santos entrou bem ligado na partida, os jogadores não perderam o foco do jogo em nenhum momento, embora, pelas condições do gramado, é muito difícil se pensar em futebol e muito menos em resultado.
Gostei da garra de todos, de enfrentar uma torcida adversária, com um campo adverso, e com a própria imprensa detonando nossos jogadores.
Pela garra , devemos destacar o conjunto e a entrega de todos, foi o grupo mais homogênio da competição no meu entender, talvez o jogo mais complicado,  tecnicamente não foi possível fazer qualquer avaliação, talvez apareça algum "repórter mágico" falando de tática, trabalho pessoal deste ou daquele. Vale destacar que o Santos jogou com um time totalmente diferente, com volantes sem entrosamento, e com posições sempre sem espaços e sem articulações.: Alison e Jesus!
Gostei da escalação dos volantes, gosto de meias na cobertura , mas Copete não decepcionou nesse jogo, apareceu um pouco mais no 433.
Foi um jogo de grupo,no pasto palmeirense. E RO sempre ele, resolvendo o jogo!
Vamos em busca do título... olha que dá!
CHUUUPPPAAAAA MALUCADA,É NÓIS!

domingo, 24 de setembro de 2017

"Empresários modestos" detonam títulos que poderiam ser ganhos..

Olha galera, me desculpem os fanáticos, mas o Santos tinha tudo para ganhar tudo nesse e em outros anos.Aliás pelo menos 4 anos seguidos. Um campeonato fraquíssimo 

Perdemos apenas 6 jogadores nesse período todo!!!. O time praticamente sabemos de cor. E não ganhamos? só por causa do mal planejamento.

 A falta de rodízio de laterais e meias (e ou ou) com atacantes, foram os principais problemas e volantes mal preparados. Jamais ter vendido o Thiago se o objetivo era levar tudo. Esse era o objetivo. 

O Santos tem 4 goleiros de ponta, comandados por Wanderlei, 

4 laterais: Zeca ,Victor, Jean (improvisado) e Daniel, diga-se de passagem o único ponteiro da equipe, 3  3 zagueiros: David, Veríssimo, e o Gringo. mas apenas 2 estavam em campo, além dos 2 melhores machucados. 
4 volantes: Alison, Thiago, Renato e Yuri em condições técnicas. 
Na meia, penso em dois meias, com Serginho ou Léo, com Lucas ou Jean, ou Jean e Lucas. 
Na frente fomos para o campeonato sem ponteiros, outro problema sério. Mas os caras não largam o osso. 
Os três que apareceram são centrais, Copete, Bruno e RO.
 Aquela jogada que o Serginho pegou a bola em condições de chutar, poderia ser feita por diversas vezes durante o jogo.
 Muitos jogadores livres sem receber a bola, muita afobação para mandar na área.

 E a ganância de empresários as vezes tem seu preço. E agora temos um monte de jogadores parados, porque mesmo com esse grupo que sobra não foi feito uma adequação ao esquema, e perdemos tudo até aqui. 

O Santos tem que pensar em plantel, e revesamento de time em campo, se quiser disputar 3 , 4 competições ao mesmo tempo. UMA VERGONHA ! Falei!


sábado, 16 de setembro de 2017

Botafogo 2 x Santos 0, Santos joga "sem gol" do adversário.Uma vergonha entrar com 3 "pernas de pau" que não conseguiram sequer a acertar um passe ofensivo. VERGONHA. AQUI É SANTOS!

Uma partida com o pior ataque da sua história.
Se tirassem o gol do time do Botafogo não ia fazer falta nenhuma, porque nenhuma bola  chegou próximo, ou sequer algum chute exigiu a defesa do goleiro do adversário.
UMA VERGONHA!
Não existe desculpa de ser time A.B,ou C, o Santos tem obrigação de ter um elenco de jogadores que no mínimo saibam tocar e passar uma bola , que seja, durante a partida.
UMA VERGONHA!

Hernandes, Kaique e Thiago Ribeiro, participaram do pior grupo de ataque da história do Santos.Hernandes, pequeno para receber, péssimo em todos os passe , nenhuma jogada pra cima do adversário, ou recebendo alguma coisa, Kaique,andando desesperado, andando na frente da área adversária , carregando a bola, sem objetivo nenhum, nada na área., e Thiago Ribeiro, sem nenhum recurso físico, completamente fora de ritmo.
UMA VERGONHA!

O resto do time foi jogado na "toca dos leões", simplesmente um grupo de jogadores que nunca tinham jogado juntos, uma escalação com uma grande irresponsabilidade técnica.
UMA VERGONHA!

Prefiro não citar as inúmeras "erradas" de marcação,com inúmeros contra ataques,e entre eles a feitura de dois gols, o desentrosamento foi trabalhado pelo técnico e pela falta de planejamento DOS TERRÍVEIS EMPRESÁRIOS MODESTOS SANTISTAS!.

Agora, nosso ataque  perdeu bolas fáceis, passes de 5 metros, e o pior NENHUM CHUTE A GOL.

Esperamos que os "empresários Modestos" deem uma trégua. As trocas, deveriam ocorrer durante todo o campeonato, entrando jogadores que poderiam ajudar os atuais, ditos titulares, nesses momentos atuais.

Infelizmente todos são fominhas, e o resultado está ai, como sempre. Nem um elenco bem treinado e nem 11 titulares em condições de entrar em campo.

As laterais e o centro da zaga foram constantemente solicitadas mudanças aqui nesse Blog, e o que se viu foi tirar jogadores de um ritmo bom, para desentrosar o grupo.

No meio sofremos com a saída de Thiago, porque mesmo sem jogadores de frente tínhamos um jogador de nível a mais, nesse momento, estamos sem volantes de marcação/ataque nesse momento.

Na meias, poderíamos diversas vezes revesar o esquema com 4 jogadores, limitando mandar a campo um time com péssimos jogadores na ponta. vimos um exemplo "salvador" com um esquema de meias no segundo tempo contra o Botafogo, apesar do desnível de preparação técnica.

E no ataque, prefiro não comentar, Ricardo e Bruno são os únicos atacantes com capacidade de alterar o resultado de 0 x 0.

Vamos torcer para que "os pernas de |pau" e seus empresários malucos e Modestos, parem de perturbar nosso time.
Meu time? 4 4 2
Wanderley,
Daniel, Veríssimo, David Brás (Luiz Felipe) e Zeca .
Alison, Renato, Vequio e Jean Mota
Bruno Henrique e Ricardo Oliveira.

domingo, 27 de agosto de 2017

Cruzeiro 1 x Santos 1, Sem Maia, Santos não "ganha" no meio, e faz o 4º empate. Empresários de Modesto atrapalham modificações.

Cruzeiro 1 x Santos 1, Sem Maia, Santos não "ganha" no meio, e faz o 4º empate seguido. O Santos não consegue mais vencer  no brasileiro principalmente depois que o volante Thiago Maia saiu do Santos, o meio ficou complicado. Nos últimos três bons jogos do Santos: Bahia, Grêmio e Flamengo, tínhamos, Daniel Guedes, Jean Mota e Yuri no time, e quando os jogadores se encaixaram foram tirados das partidas mais recentes. E deu desespero de assistir.
Nesse jogo contra o Cruzeiro, a criação ficou bastante limitada, sem  cobertura, e sem abrir espaços para que jogadores recebessem  melhor as bolas após o meio campo.
 Se o Santos conseguia vencer alguns jogos e não tomava gols, agora pode tomar mais gols e fazer menos.
Infelizmente alguns jogadores pioraram a sua dinâmica no campo, exatamente quando deveriam melhorar , nessa segunda parte do ano. É o caso de Lucas Lima, Zeca, Copete, a dupla de volantes: Renato e Alison, e Victor em algumas partidas.
Enfim o time todo não consegue criar  oportunidades para sair com resultados positivos, e  deixar a torcida mais tranquila com o ataque do adversário na nossa área.
Nesse jogo, contra o Cruzeiro, tivemos 3 boas chances de gols, é muito pouco para um time que quer disputar títulos do brasileiro e libertadores. Eu, depois de hoje, "joguei minha toalha" , com relação a titulo brasileiro, vamos esperar para ver o time na libertadores.

Empresários de Modesto atrapalham modificações.

O Santos precisa criar regras para a interferência de empresários na escalação do time santista, disciplinar a influência  na escalação do grupo. Temos visto jogadores andando em campo, em uma sequencia de jogos, e não serem substituídos , e outros que estavam ajudando muito a equipe ficarem no banco e não começarem jogando, ou sequer entrar no decorrer da partida.
 Infelizmente isso deveria já ter acabado, não dá para entender como o conselho novo, não conseguiu acabar com isso.
Perdemos praticamente a ponta do brasileiro para atender empresários em escalações complicadas.

Vamos torcer para que os novos comandantes do Santos não façam isso com o torcedor.


.

domingo, 20 de agosto de 2017

Coritiba 0 x Santos 0. IRRITANTE!

Santos faz a sequencia mais irritante do campeonato. Um jogo bastante chato de assistir, com muitos passes errados depois da intermediária , com jogadas sem nenhum objetivo.

Para se ter ideia de como o jogo foi ruim, Copete não acertou uma bola  ofensiva sequer, acertou apenas alguns passes laterais, Kaique terminou o  1º tempo acertando a bandeirinha de escanteio.
 Lucas Lima , mais uma vez, "combinou"  cabelo, barba, e futebol sem gols. Bruno Henrique partiu para cima, em algumas jogadas, mas sem apoio nenhum da ala ou meia, na lateral, foi facilmente neutralizado.
Os chutes apareceram sem direção, e inofensivos.

A armação ficou completamente endereçada , marcada, e estática, sem nenhuma criação depois do meio campo.
Léo até que brigou e correu o campo inteiro, mas não conseguiu achar ninguém para tabelar e efetivamente encontrar o gol.
 Alison, muito na marcação E SEM futebol para chegar ao ataque.

Hoje eu vi um Zeca muito abaixo do que estamos acostumados a ver, parece esperar o tempo passar no Santos. Não fez uma jogada de linha de fundo, ou de corrida para a área com perigo ao gol. Parecia também disperso durante a partida.
 Ferraz, faz sempre passes laterais, mas deixa o atacante muito próximo da defesa, no contra ataque do adversário.

A zaga, com Veríssimo e Brás  não decepcionou, mas o ataque do Coritiba é muito limitado, bastante desentrosado, e parece que a armação não sabe o que faz na  frente da área, para a nossa sorte.

Enfim, o que o torcedor viu foi um futebol irritante, sem objetividade mais uma vez, sentimos falta de ligação entre o meio e o ataque. Não entendemos porque Levir tirou Jean Mota de outros jogos e desse também,  vinha muito bem no grupo. Falta uma ala mais efetiva, eu colocaria Daniel Guedes. Me parece que Oliveira, por mais machucado que esteja , ainda consegue dar trabalho para os adversários.
O time irrita com tantas bolas difíceis´para serem conseguidas, e desperdiçadas de forma afoita, ou por falta técnica dos nossos jogadores.

Infelizmente empresários escalam o Santos, e de forma "modesta" o torcedor vai ficando irritado.

Precisamos compactar o time para não fazermos feio, no Brasileiro, e também na Libertadores, que é o nosso foco principal.

O meu time? Wanderlei, Daniel Guedes, Gustavo Henrique, Veríssimo ( David\) e Zeca (Ourinho),
Alison, Victor (volante), Lucas e Jean,  Nilmar (RO, ou Copete centralizado) e Bruno.

Saudações santistas.


segunda-feira, 14 de agosto de 2017

Santos 0 x Fluminense 0, QUE BAGUNÇA! Santos parece que não treinou ,empata e joga grande chance fora.

Santos 0 x Fluminense 0. QUE BAGUNÇA! Santos parece que não treina, joga 3 pontos fora e o "quase vice".

Com um futebol bastante inofensivo e muito desorganizado na criação, o time do Santos fez uma apresentação de irritar quem estava assistindo o jogo. Com grande presença de público e um gramado perfeito, praticamente não teve nenhuma bola em direção ao gol com perigo,

Vimos muitas bolas tocadas sem objetivo vertical, e com muitas perdas de bola após o meio campo.

Ninguém agressivo para jogar a bola na frente da área, ou dentro da área para finalização do companheiro.
Impressionante o desligamento de certos jogadores no campo. Thiago e Hernandes praticamente ficaram correndo atrás da bola o tempo todo, estavam completamente fora do jogo e de proposta tática.

O meio campo santista apesar de errar em outros jogos, nesses outros jogos ainda conseguia produzir algum tipo de ataque que envolvesse o adversário, arriscava jogadas com tabelas mais próxima da área , e com menos erros de passes.

No jogo contra o Flu, não tivemos passagens laterais e aproveitamentos na frente,  poucos chutes acertados,  lançamentos sem objetivo, a defesa para chegar ao  ataque de forma tranquila ou sincronizada.

Posição e jogadores

GOL: Wanderlei, jogou firme, não teve muito trabalho, e só teve uma falha ao espalmar para dentro da área uma bola  difícil.

LATERAIS: Victor, faz boas jogadas defensivas que se alteram com jogadas que atrapalham a posição de ataque do time, não sabe recompor, e no mano a mano as vezes se complica, faz a primeira  linha da zaga bem , Zeca tem feito partidas discretas, não tem "partido pra cima" e nem tabelado na área, muito limitado na alteração de jogadas com produção para o grupo.  Sinto falta de um ponta ou armador que saiba alterar o jogo pelo setor, Jean e  Daniel , podem ajudar no setor em escalações com outra disposição tática.

ZAGUEIROS: Gustavo retorna a zaga e da mais estabilidade e qualidade para o time buscar os gols na frente, Veríssimo aprimorou seu futebol durante a competição mas precisa melhorar  ainda sua performance para chegar em nível de seleção. Não tem decepcionado nos últimos jogos do Santos.

VOLANTES: É aí que mora o perigo dessa atual formação do grupo. Sem Renato e Maia o Santos perde muito em qualidade. Alison e Yuri, esse substituído por Léo nesse jogo , não está bem, falta deslocamentos mais ensaiados e mais verticais, a parte defensiva ainda esta bem desorganizada, tanto na marcação "mano a mano" como na sobra na frente da zaga.  Erro de passe,  irrita a torcida.Yuri apresenta um passe melhor, "limpa o campo" , bom taticamente, defensivamente ainda não está dando conta do recado. Levir não da sequencia para os jogadores para que acertem a composição do meio. Prefiro Léo mais na frente armando apenas e saindo com a segunda bola pronta.

MEIAS: Entre a barba, o cabelo e o jogo do Lucas Lima, nada combinou. Muita reclamação durante o jogo, pouco enfrentamento, pouca produção de jogadas verticais, erros de passes e bolas paradas infantis, além da "armação" totalmente telegrafada.Uma hora tentando brigar por uma bola com o goleiro, outra hora esperando alguém se deslocar para passe no campo de  defesa. Lucas apresentou um jogo bastante marcado e pouco criativo. Já Hernandes e  Thiago não entraram no jogo, completamente perdidos dentro do campo.Parece que nunca treinaram com o grupo. Acho incrível Levir não ter dado o suporte adequado para esses jogadores. Não entendi o que estava acontecendo na partida até agora.

ATACANTES: Não entendi o que Levir tentou fazer, mas Ricardo apareceu buscando muitas jogadas pelas beiradas do campo, e fazendo cruzamentos, o que não é bem sua função. Entendi que com a entrada de Jean, Kaique iria ficar em campo com Ricardo para trabalhar centralizado e dar novas opções de cruzamentos, tentar afunilar mais as posições, e não foi isso que aconteceu, o time trouxe também Crispim , que ajudou a desorganizar um pouco mais o time.

Uma partida que merece ser esquecida e que não retrata o que Levir costuma mostrar, me pareceu um time completamente disperso e sem coordenação tática e técnica.

Esperamos que Domingo o Santos entre em campo de verdade e mostre o seu futebol. LR

Meu time? 4 4 2 clássico
Wanderlei,
Daniel, Veríssimo, Gustavo e Zeca
Alison, Yuri, Lucas Lima e Jean
Ricardo (Kaique) e Henrique (Kaique)

A sobra e centro com Veríssimo, Gustavo, Alison e Jean.

 A armação do Lado direito com "o leque" Daniel, Alison e Yuri e o lado esquerdo com Jean ,  Lucas Lima e Zeca, com troca "treinada" de posições..

O ataque com Ricardo e Henrique (ou Kaique), centralizados, com alguns deslocamentos laterais e em profundidade sincronizado, recebendo e também como pivôs para quem vem de trás.

SANNNTOSSS!