sábado, 16 de setembro de 2017

Botafogo 2 x Santos 0, Santos joga "sem gol" do adversário.Uma vergonha entrar com 3 "pernas de pau" que não conseguiram sequer a acertar um passe ofensivo. VERGONHA. AQUI É SANTOS!

Uma partida com o pior ataque da sua história.
Se tirassem o gol do time do Botafogo não ia fazer falta nenhuma, porque nenhuma bola  chegou próximo, ou sequer algum chute exigiu a defesa do goleiro do adversário.
UMA VERGONHA!
Não existe desculpa de ser time A.B,ou C, o Santos tem obrigação de ter um elenco de jogadores que no mínimo saibam tocar e passar uma bola , que seja, durante a partida.
UMA VERGONHA!

Hernandes, Kaique e Thiago Ribeiro, participaram do pior grupo de ataque da história do Santos.Hernandes, pequeno para receber, péssimo em todos os passe , nenhuma jogada pra cima do adversário, ou recebendo alguma coisa, Kaique,andando desesperado, andando na frente da área adversária , carregando a bola, sem objetivo nenhum, nada na área., e Thiago Ribeiro, sem nenhum recurso físico, completamente fora de ritmo.
UMA VERGONHA!

O resto do time foi jogado na "toca dos leões", simplesmente um grupo de jogadores que nunca tinham jogado juntos, uma escalação com uma grande irresponsabilidade técnica.
UMA VERGONHA!

Prefiro não citar as inúmeras "erradas" de marcação,com inúmeros contra ataques,e entre eles a feitura de dois gols, o desentrosamento foi trabalhado pelo técnico e pela falta de planejamento DOS TERRÍVEIS EMPRESÁRIOS MODESTOS SANTISTAS!.

Agora, nosso ataque  perdeu bolas fáceis, passes de 5 metros, e o pior NENHUM CHUTE A GOL.

Esperamos que os "empresários Modestos" deem uma trégua. As trocas, deveriam ocorrer durante todo o campeonato, entrando jogadores que poderiam ajudar os atuais, ditos titulares, nesses momentos atuais.

Infelizmente todos são fominhas, e o resultado está ai, como sempre. Nem um elenco bem treinado e nem 11 titulares em condições de entrar em campo.

As laterais e o centro da zaga foram constantemente solicitadas mudanças aqui nesse Blog, e o que se viu foi tirar jogadores de um ritmo bom, para desentrosar o grupo.

No meio sofremos com a saída de Thiago, porque mesmo sem jogadores de frente tínhamos um jogador de nível a mais, nesse momento, estamos sem volantes de marcação/ataque nesse momento.

Na meias, poderíamos diversas vezes revesar o esquema com 4 jogadores, limitando mandar a campo um time com péssimos jogadores na ponta. vimos um exemplo "salvador" com um esquema de meias no segundo tempo contra o Botafogo, apesar do desnível de preparação técnica.

E no ataque, prefiro não comentar, Ricardo e Bruno são os únicos atacantes com capacidade de alterar o resultado de 0 x 0.

Vamos torcer para que "os pernas de |pau" e seus empresários malucos e Modestos, parem de perturbar nosso time.
Meu time? 4 4 2
Wanderley,
Daniel, Veríssimo, David Brás (Luiz Felipe) e Zeca .
Alison, Renato, Vequio e Jean Mota
Bruno Henrique e Ricardo Oliveira.

domingo, 27 de agosto de 2017

Cruzeiro 1 x Santos 1, Sem Maia, Santos não "ganha" no meio, e faz o 4º empate. Empresários de Modesto atrapalham modificações.

Cruzeiro 1 x Santos 1, Sem Maia, Santos não "ganha" no meio, e faz o 4º empate seguido. O Santos não consegue mais vencer  no brasileiro principalmente depois que o volante Thiago Maia saiu do Santos, o meio ficou complicado. Nos últimos três bons jogos do Santos: Bahia, Grêmio e Flamengo, tínhamos, Daniel Guedes, Jean Mota e Yuri no time, e quando os jogadores se encaixaram foram tirados das partidas mais recentes. E deu desespero de assistir.
Nesse jogo contra o Cruzeiro, a criação ficou bastante limitada, sem  cobertura, e sem abrir espaços para que jogadores recebessem  melhor as bolas após o meio campo.
 Se o Santos conseguia vencer alguns jogos e não tomava gols, agora pode tomar mais gols e fazer menos.
Infelizmente alguns jogadores pioraram a sua dinâmica no campo, exatamente quando deveriam melhorar , nessa segunda parte do ano. É o caso de Lucas Lima, Zeca, Copete, a dupla de volantes: Renato e Alison, e Victor em algumas partidas.
Enfim o time todo não consegue criar  oportunidades para sair com resultados positivos, e  deixar a torcida mais tranquila com o ataque do adversário na nossa área.
Nesse jogo, contra o Cruzeiro, tivemos 3 boas chances de gols, é muito pouco para um time que quer disputar títulos do brasileiro e libertadores. Eu, depois de hoje, "joguei minha toalha" , com relação a titulo brasileiro, vamos esperar para ver o time na libertadores.

Empresários de Modesto atrapalham modificações.

O Santos precisa criar regras para a interferência de empresários na escalação do time santista, disciplinar a influência  na escalação do grupo. Temos visto jogadores andando em campo, em uma sequencia de jogos, e não serem substituídos , e outros que estavam ajudando muito a equipe ficarem no banco e não começarem jogando, ou sequer entrar no decorrer da partida.
 Infelizmente isso deveria já ter acabado, não dá para entender como o conselho novo, não conseguiu acabar com isso.
Perdemos praticamente a ponta do brasileiro para atender empresários em escalações complicadas.

Vamos torcer para que os novos comandantes do Santos não façam isso com o torcedor.


.

domingo, 20 de agosto de 2017

Coritiba 0 x Santos 0. IRRITANTE!

Santos faz a sequencia mais irritante do campeonato. Um jogo bastante chato de assistir, com muitos passes errados depois da intermediária , com jogadas sem nenhum objetivo.

Para se ter ideia de como o jogo foi ruim, Copete não acertou uma bola  ofensiva sequer, acertou apenas alguns passes laterais, Kaique terminou o  1º tempo acertando a bandeirinha de escanteio.
 Lucas Lima , mais uma vez, "combinou"  cabelo, barba, e futebol sem gols. Bruno Henrique partiu para cima, em algumas jogadas, mas sem apoio nenhum da ala ou meia, na lateral, foi facilmente neutralizado.
Os chutes apareceram sem direção, e inofensivos.

A armação ficou completamente endereçada , marcada, e estática, sem nenhuma criação depois do meio campo.
Léo até que brigou e correu o campo inteiro, mas não conseguiu achar ninguém para tabelar e efetivamente encontrar o gol.
 Alison, muito na marcação E SEM futebol para chegar ao ataque.

Hoje eu vi um Zeca muito abaixo do que estamos acostumados a ver, parece esperar o tempo passar no Santos. Não fez uma jogada de linha de fundo, ou de corrida para a área com perigo ao gol. Parecia também disperso durante a partida.
 Ferraz, faz sempre passes laterais, mas deixa o atacante muito próximo da defesa, no contra ataque do adversário.

A zaga, com Veríssimo e Brás  não decepcionou, mas o ataque do Coritiba é muito limitado, bastante desentrosado, e parece que a armação não sabe o que faz na  frente da área, para a nossa sorte.

Enfim, o que o torcedor viu foi um futebol irritante, sem objetividade mais uma vez, sentimos falta de ligação entre o meio e o ataque. Não entendemos porque Levir tirou Jean Mota de outros jogos e desse também,  vinha muito bem no grupo. Falta uma ala mais efetiva, eu colocaria Daniel Guedes. Me parece que Oliveira, por mais machucado que esteja , ainda consegue dar trabalho para os adversários.
O time irrita com tantas bolas difíceis´para serem conseguidas, e desperdiçadas de forma afoita, ou por falta técnica dos nossos jogadores.

Infelizmente empresários escalam o Santos, e de forma "modesta" o torcedor vai ficando irritado.

Precisamos compactar o time para não fazermos feio, no Brasileiro, e também na Libertadores, que é o nosso foco principal.

O meu time? Wanderlei, Daniel Guedes, Gustavo Henrique, Veríssimo ( David\) e Zeca (Ourinho),
Alison, Victor (volante), Lucas e Jean,  Nilmar (RO, ou Copete centralizado) e Bruno.

Saudações santistas.


segunda-feira, 14 de agosto de 2017

Santos 0 x Fluminense 0, QUE BAGUNÇA! Santos parece que não treinou ,empata e joga grande chance fora.

Santos 0 x Fluminense 0. QUE BAGUNÇA! Santos parece que não treina, joga 3 pontos fora e o "quase vice".

Com um futebol bastante inofensivo e muito desorganizado na criação, o time do Santos fez uma apresentação de irritar quem estava assistindo o jogo. Com grande presença de público e um gramado perfeito, praticamente não teve nenhuma bola em direção ao gol com perigo,

Vimos muitas bolas tocadas sem objetivo vertical, e com muitas perdas de bola após o meio campo.

Ninguém agressivo para jogar a bola na frente da área, ou dentro da área para finalização do companheiro.
Impressionante o desligamento de certos jogadores no campo. Thiago e Hernandes praticamente ficaram correndo atrás da bola o tempo todo, estavam completamente fora do jogo e de proposta tática.

O meio campo santista apesar de errar em outros jogos, nesses outros jogos ainda conseguia produzir algum tipo de ataque que envolvesse o adversário, arriscava jogadas com tabelas mais próxima da área , e com menos erros de passes.

No jogo contra o Flu, não tivemos passagens laterais e aproveitamentos na frente,  poucos chutes acertados,  lançamentos sem objetivo, a defesa para chegar ao  ataque de forma tranquila ou sincronizada.

Posição e jogadores

GOL: Wanderlei, jogou firme, não teve muito trabalho, e só teve uma falha ao espalmar para dentro da área uma bola  difícil.

LATERAIS: Victor, faz boas jogadas defensivas que se alteram com jogadas que atrapalham a posição de ataque do time, não sabe recompor, e no mano a mano as vezes se complica, faz a primeira  linha da zaga bem , Zeca tem feito partidas discretas, não tem "partido pra cima" e nem tabelado na área, muito limitado na alteração de jogadas com produção para o grupo.  Sinto falta de um ponta ou armador que saiba alterar o jogo pelo setor, Jean e  Daniel , podem ajudar no setor em escalações com outra disposição tática.

ZAGUEIROS: Gustavo retorna a zaga e da mais estabilidade e qualidade para o time buscar os gols na frente, Veríssimo aprimorou seu futebol durante a competição mas precisa melhorar  ainda sua performance para chegar em nível de seleção. Não tem decepcionado nos últimos jogos do Santos.

VOLANTES: É aí que mora o perigo dessa atual formação do grupo. Sem Renato e Maia o Santos perde muito em qualidade. Alison e Yuri, esse substituído por Léo nesse jogo , não está bem, falta deslocamentos mais ensaiados e mais verticais, a parte defensiva ainda esta bem desorganizada, tanto na marcação "mano a mano" como na sobra na frente da zaga.  Erro de passe,  irrita a torcida.Yuri apresenta um passe melhor, "limpa o campo" , bom taticamente, defensivamente ainda não está dando conta do recado. Levir não da sequencia para os jogadores para que acertem a composição do meio. Prefiro Léo mais na frente armando apenas e saindo com a segunda bola pronta.

MEIAS: Entre a barba, o cabelo e o jogo do Lucas Lima, nada combinou. Muita reclamação durante o jogo, pouco enfrentamento, pouca produção de jogadas verticais, erros de passes e bolas paradas infantis, além da "armação" totalmente telegrafada.Uma hora tentando brigar por uma bola com o goleiro, outra hora esperando alguém se deslocar para passe no campo de  defesa. Lucas apresentou um jogo bastante marcado e pouco criativo. Já Hernandes e  Thiago não entraram no jogo, completamente perdidos dentro do campo.Parece que nunca treinaram com o grupo. Acho incrível Levir não ter dado o suporte adequado para esses jogadores. Não entendi o que estava acontecendo na partida até agora.

ATACANTES: Não entendi o que Levir tentou fazer, mas Ricardo apareceu buscando muitas jogadas pelas beiradas do campo, e fazendo cruzamentos, o que não é bem sua função. Entendi que com a entrada de Jean, Kaique iria ficar em campo com Ricardo para trabalhar centralizado e dar novas opções de cruzamentos, tentar afunilar mais as posições, e não foi isso que aconteceu, o time trouxe também Crispim , que ajudou a desorganizar um pouco mais o time.

Uma partida que merece ser esquecida e que não retrata o que Levir costuma mostrar, me pareceu um time completamente disperso e sem coordenação tática e técnica.

Esperamos que Domingo o Santos entre em campo de verdade e mostre o seu futebol. LR

Meu time? 4 4 2 clássico
Wanderlei,
Daniel, Veríssimo, Gustavo e Zeca
Alison, Yuri, Lucas Lima e Jean
Ricardo (Kaique) e Henrique (Kaique)

A sobra e centro com Veríssimo, Gustavo, Alison e Jean.

 A armação do Lado direito com "o leque" Daniel, Alison e Yuri e o lado esquerdo com Jean ,  Lucas Lima e Zeca, com troca "treinada" de posições..

O ataque com Ricardo e Henrique (ou Kaique), centralizados, com alguns deslocamentos laterais e em profundidade sincronizado, recebendo e também como pivôs para quem vem de trás.

SANNNTOSSS!

domingo, 13 de agosto de 2017

A LIBERTA COMEÇA AGORA! ACABOU O ÔBA ÔBA!

A LIBERTA COMEÇA AGORA! CHEGA DE ÔBA, ÔBA!

O Santos enfrentou times relativamente fracos nessa fase inicial, e mesmo assim o Atlético PR deu grande sufoco para o nosso time...e na nossa casa.

É importante lembrar que estamos no inicio de uma escalada complicada, daqui para frente,  e o time tem que melhorar muito a relação: defesa -meio- ataque, para chegarmos na disputa do título.

Quando começou a temporada, eu disse, sem a troca do treinador, ou a entrada da dupla Luiz e Gustavo, dificilmente ganharíamos algo esse ano. Perdemos o paulista , a copa do Brasil, e   com a entrada de Levir, somos quase vice do brasileiro, e estamos entre os oito melhores da América. Temos um treinador de verdade aqui.

O que achei interessante nesse último jogo foi a leitura de marcação do adversário, sempre deixando uma sobra sincronizada, com o ritmo e volume de jogadas na  defesa,e em cada setor, e também com bastante mobilidade no campo de ataque, principalmente nas laterais , nas bolas paradas e entrada de jogadores na recepção na área adversária.

O Santos trabalhou por uma única bola e ganhou o jogo, isso é muito arriscado e dificilmente vai acontecer de novo.

Precisamos achar espaços para a reposição e corrigir a e"entrada da bola" no último passe.

Wanderlei é talvez o melhor goleiro que tenha visto jogar na história do clube, (e que começa a dar repercussão internacional ) tanto por ser uma excelência, e ser muito bem treinado em todos os fundamentos:posicionamento no meio, lateral , na saída do gol, com sincronia,bola leve, bola pesada, reposição com as mãos e pés, em todos os planos, reflexo, percepção de jogadas, tática,o que é uma raridade. É um trabalho desgastante e que está trazendo a coleta dos frutos agora.
É um grande profissional também fora do campo. O Santos vai ter uma "dor de cabeça" danada para manter o goleiro para a próxima temporada.Como já disse, no outro post, uma centena de meninos goleiros chegam na vila todos os meses, e isso é muito bom para a própria escola do clube, que hoje talvez seja a melhor do Brasil. Os outros profissionais goleiros, também são muito bons, e de altíssimo nível técnico: Wladi, Gabriel, João e Jonh.

Nas laterais ainda temos problemas, tanto na marcação, na cobertura (troca de posições), como na parte ofensiva, e complicação na saída de bola e reposição. Victor não começou bem a temporada, contra Nikão (ex base), tomou um senhor baile, precisa aproveitar melhor a linha de fundo, e trabalhar melhor a linha defensiva, principalmente na cobertura do ataque do adversário.Conheço Daniel como jogador, desde a base , sempre foi ofensivo, gosta de partir para o "mano a mano",  sabe bater e cruzar muito bem. Com duas ou três partidas pode voltar a ser o que já foi, sem problemas, fez faltas pesadas e também não ainda não se ajustou ao sistema ofensivo. Zeca, voltou sem enfrentamentos, ainda marca com dificuldade, não fez bem a linha,tomou um baile do Jonathan, no último jogo. Precisa repor a bola melhor, ir para a linha de fundo, e se colocar em posição ofensiva com sobra, (na leitura do time adversário). Ourinho, não vi jogar no setor, mas é importante não improvisarmos jogadores por ali na liberta. No lançamento,  para a área do adversário, o Santos tem que chegar sempre com 4 jogadores na área do adversário. Com 2 "batendo" de cabeça ou pés,antes, ou depois da zaga, e 2 em posição para rebote da defesa, sempre. Antes disso, ou chega rápido,como foi nosso gol, ou tem que trocar melhor a bola no meio para achar espaços.

Eu sou a favor de dois volantes fixos, mas que saibam entrar na área adversária também, com revesamento , em algum momento do jogo. Gosto de laterais que sobem e fazem a troca com alguém do meio no contra ataque, também é importante fazer a leitura do adversário , e quem esta ficando na retaguarda sempre. Nesse momento, sem Thiago e Renato estamos em uma transição, e é o setor com menor treinamento e entrosamento do Levir , e que merece maior atenção. Alison ainda não achou seu lugar no campo, e Yuri não está completamente adaptado a linha de primeiro combate, a sobra, e principalmente a reposição da segunda bola. Isso precisa estar muito bem sincronizado, se não vamos perder a liberta.

Na armação temos Lucas Lima e Jean Mota, ainda em processo de entrosamento e posicionamento.
O 4 4 2, é um esquema utilizado pelo Real e pelo Bayer em certos jogos, e que funciona bem, no Santos precisamos fazer o time sair do sufoco da reposição, correr e lançar com precisão,  achar oportunidade para chutes também de média distância. Temos que achar espaços com armação no meio e nas pontas, para municiar e receber jogadas de ataque.
]
No ataque temos Ricardo e Henrique, oscilando bastante durante a partida , e  bastante confusos em determinado momento, com  solicitação de bolas, rifadas, em "esconderijos" no campo do adversário,o ataque pode render bem se for servido pelas laterais, e  que trabalhe melhor a bola, quando a defesa adversária já estiver na espera.

 Kaique e Copete não são meus titulares,  no meu entender são jogadores centrais e não pontas, e portanto não estão nessa escalação.

Enfim, a liberta começa agora e temos que jogar o que temos para alcançarmos nosso objetivo, isso vai exigir muito treinamento, concentração e disposição física, o time do equador, por exemplo, corre o tempo inteiro.

Saudações Santistas, rumo ao tetra.LR




sexta-feira, 4 de agosto de 2017

Levir acerta time no segundo tempo contra Fla. Mas sincronia e fundamentos precisam melhorar. Jornalistas da Globo continuam atrapalhando o Santos.

O Santos enfrentou o Flamengo nessa quarta feira, fez o seu melhor segundo tempo da temporada, dando a impressão que aquele Santos alegre e agressivo das temporadas de 2010 e 2011 poderia e pode aparecer de novo.

 Temos um trabalho de substituição dos lesionados muito bem feito, jogadores que inclusive eram preteridos por Dorival Jr, atuam em suas posições originais, e desenvolvem um bom trabalho após sequencia de dois ou três jogos.
  Vale dizer que quando falamos em posições originais não implica em estar fixo em um lugar do campo, mas a partir da sua área de conforto, procurar deslocamentos em outras partes do campo também.

 Nesse ano tivemos o ingresso de Bruno Henrique na equipe que joga mais vezes. Está fazendo a diferença no ataque, sabe investir contra seus marcadores e  aproveitar as bolas antes ou depois da zaga,Coppete se atrapalha com a bola, mas tem função defensiva e tática importante para o grupo,
 já Ricardo Oliveira ainda está pensando mas não está executando, precisa de mais mobilidade, flexibilidade nas suas jogadas, até mesmo nos últimos gols  perdidos nas suas ultimas aparições no torneio, com Kaique teve oportunidade de refazer a jogada de gol. É natural isso acontecer, por estar em recuperação de problemas físicos de diferentes origens, não só das pernas, mas merece uma reflexão de como deve entrar na partida.
No meio campo, com a saída de Maia (em definitivo) e depois Renato, tivemos um descontrole na frente da zaga,e quando eramos atacados deixamos de fazer gols. Cobrimos a primeira linha da defesa e não repomos adequadamente o retorno ao ataque. Yuri e Alison estão entrando de forma defensiva, e isso deve avançar Zeca, Daniel e Lucas ou Jean Mota, que podem ocupar espaços na meia e fortalecer o contra ataque.
O Santos começa a desenhar jogadas de cabeça e de faltas , passes na frente, o que não existia como aparecimento de treinamento.
Na zaga embora,com poucos gols tomados, ainda estamos fazendo poucos gols, o que implica dizer que o goleiro esta catando muito e o ataque esta fazendo a "sanfona" com a defesa de forma não muito sincronizada, ou seja, faltam  criações coletivas, passes, chutes e principalmente calma nas jogadas depois do meio campo.

Finalmente,é importante falar do destaque da equipe: Wanderlei. E todos os goleiros da equipe técnica santista, show em todos os campeonatos que temos. Não é atoa que centenas de meninos querem segurar o arco santista . Do estrelinha ao profissional passando por todas as categorias.   Hoje Wanderlei, Wladi, João, Gabriel, John,  goleiros  experientes, com altíssimo nível técnico,fazem papel protagonista para todas as crianças que estão começando, e existe praticamente uma escola de goleiros, com todas as categorias.

No resto do time,infelizmente nossos campeões da copinha  sub 20, de 2013 e 2014,não estão todos no elenco, não trouxeram o conjunto de lá para essa base atual do time. Dos jogadores atuais, que estão no elenco do time, temos apenas João, Daniel, Gustavo, Zeca, Alison, Léo e Serginho apenas, (os outros da base entraram antes ou depois, incluindo  Veríssimo, que veio do Linense um pouco depois), e que quase não entram no time,  empresários dessa gestão  preferem jogadores agora contratados.

Jornalistas da Globo continuam atrapalhando o Santos.

Se não bastasse o "bonzinho" da internet dos postais da globo, Lucas Musetti, comentarista do Santos, "elogiar" e vender a todo momento nossos jogadores,para o mundo inteiro (até para a China ou Barcelona, como foi o caso do Lucas Lima) , "soltar rojão" desrespeitando o jogador em contrato com o clube e torcedores, que admiram seus ídolos e não querem seus astros fora do clube, por "míseros centavos" pela publicação de um "relise", que se espalha  e ninguém fala nada. Agora outros entram no campo, da mesma Globo, e "cantam jogadas" ao árbitro, jogadas que estão acontecendo vídeo tape. É mole ou quer mais?


Santistas, vamos ganhar a libertadores e o brasileiro só para acabar com essa palhaçada global!

quarta-feira, 21 de junho de 2017

Vitória 0 x Santos 2, Levir acerta tempo de bola no ataque. Lucas Lima termina contrato no Santos e Musseti (Globo) vai "vender batata" na China.

Vitória 0 x Santos 2, Levir acerta tempo de bola no ataque

   Com Levir , o  Santos inicia nova fase, trabalha com treinadores auxiliares, que sabem o que é parede defensiva: tanto nossa como a do adversário. O Santos aprendeu também a tomar e repor a bola com programação dos atacantes, e consegue fazer gols com bastante  facilidade.
  Tínhamos cansado de dizer aqui, o posicionamento do time estava errado, que o grupo estava sem programação ofensiva.
Além disso tem contado com a excelente fase do goleiro Wanderlei,  com o entrosamento de Bruno    Henrique e Copete nas trocas de passe na frente do ataque, e com a participação mais efetiva da aproximação de volantes e zaga na troca e e na defesa.
   Os laterais estão fechando mais na marcação e tem dado o passe para os jogadores receberem em movimento de  pêndulos e avanços nas costas ou na frente do adversário. A Zaga fica mais próxima da área e não toma bolas com curvas a algum tempo.Os volantes passeiam entre a zaga e sobem para os lados quando alguém muda de posição, e o toque para a o segundo passe é bastante rápido.Os meias e atacantes também se confundem, (no bom sentido), atrapalhando a defesa do adversário.
Parabéns Levir!

Lucas Lima termina contrato, e Musseti (Globo) vai "vender batata" para a China.

O jogador Lucas Lima praticamente já pode se transferir para outro clube, e ´por lei assinar um pré contrato a partir de 1º de Julho de 2017 para atuar em 2018 em outro clube. O que é muito saudável para o jogador que tem 26 anos, e honrou a camisa santista.
Sai agora, sem nenhum compromisso com parcerias, vínculos federativos  ou projetos administrativos de terceiros. Por outro lado, em outros anos,  jornalistas que se dizem "bonzinhos"com reportagem santistas (exceto crítica a Bueno, que não estava nos planos de Levir), tentavam encaixar  jogadores em times de empresários, com notícias fabricadas, e o pior, sem autonomia para isso,  Inclusive desrespeitando a vontade do torcedor santista, que queria e quer ver o seu "patrimônio" ganhando dois títulos paulistas. Podemos dizer que esses jornalistas, devem respeitar o Santos FC, ou então tentarem "vender batata" para a China, Será que conseguem?

AQUI É SANTOS FC PÕ!

domingo, 19 de fevereiro de 2017

Santos perde duas seguidas,SP e Ferroviária.Não existe tática nova, apenas jogadores mal posicionados em campo."DORIVAL PROF PARDAL"? CHEGA!

Essa história de tática nova do Santos é uma tremenda MENTIRA.

Em primeiro lugar, quando se inicia uma tática nova, é importante ter uma base inicial muito bem trabalhada, para que todas as modificações de jogadas e jogadores no espaço defensivo ou ofensivo,  sejam bem realizadas e bem sucedidas.

O Santos entrou com cinco modificações, não tem bola de 3 passes "acertadas" no ataque. As  trocas de posições e perda de passes, mostraram falta de cobertura defensiva, até mais que um simples 4 1 4 1 ou 4 2 3 1, etc.

No Blog anterior havia dito que tomaríamos mais gols pela esquerda e com bolas cruzadas, também no  contra-ataques.

Não deu outra, com dois volantes de origem e baixos, no lugar de  zagueiros , qualquer zagueiro alto do adversário, coloca lá dentro. A falta do Zeca, e o erro de marcação nos outros gols, passa por essas observações.

Os laterais, quando trocam de posições, ou vão para o meio, não melhora a qualidade do ataque, não existe como eu falei , treinamento dos 3 passes e nem cobertura defensiva no erro do nosso passe.

Já na frente,tivemos chutes mal dados e gols perdidos por absoluta falta de técnica de alguns jogadores.

Thiago Maia, por exemplo, contra a Ferroviária, arriscou 4 arremates.Errou todos.

Coppete estava perdido na ponta esquerda, em 3 jogos acertou apenas um gol, contra o São Paulo,  No restante, não fez absolutamente nada  em todos os jogos, além disso, cobriu mal nas investidas do adversário pela esquerda.

Donizette joga muito mais do que apresentou nas partidas em que entrou. Fez jogadas com passes laterais apenas, bastante lento na reposição, não fez nenhuma ultrapassagem que levasse perigo ao adversário.

Lucas Lima teve momentos bons, mas jogou mal contra o São Paulo.

 Léo não entrou bem contra a Ferroviária , não abriu espaço,não fez as tabelas para encurtar as linhas para chutes na frente da área, além de não aparecer taticamente nas viradas de bola, nos  chutes a gol e nos lançamentos.

Cleber, não tem condições para entrar jogando ainda, Yuri,completamente fora de posição,

Ricardo e Bueno fizeram o que podiam fazer, mas defensivamente não tivemos nenhuma tática apresentada.

Os outros jogadores contratados não corresponderam em campo.

Enfim, o Santos tem que entrar com um time composto e com base defensiva, infelizmente.

Isso se quisermos  ganhar alguns pontos antes de Luiz, Gustavo e Renato voltarem ao time.

OU TROCAR DE TREINADOR!

Saudações santistas









domingo, 12 de fevereiro de 2017

Santos 3 x Red Bull 2.Mesmo com Dorival "Prof. Pardal" Santos ganha.

O time do Santos enfrentou um time relativamente fraco nessa manhã de Domingo. Era para ser goleada mas Dorival complicou.

Vamos explicar: O Santos entrou em campo sem  seu miolo defensivo com Luiz, Gustavo, ou mesmo David, sem Wanderlei, e e sem Renato, o time praticamente veio com um "quadrilátero" sem entrosamento e sem ritmo de jogo.

Com Wladimir, Veríssimo, Yuri e Donizete entrando, o time  procurava achar a melhor posição para defesa e linhas de contenção no meio campo.

No segundo tempo, com mais entrosamento, com Donizete aproveitando os espaços no meio e com Thiago fazendo as subidas e coberturas,o Santos apareceu melhor..

Lucas trocando  passes na frente e lançando  Rodrigão a chave para a vitória aumentar.

No entanto o que se observava era a velocidade ofensiva pelo lado direito do adversário, o "leque" bem feito com lançamentos na área,e uma certa facilidade de lançamento no meio (que estava sendo corrigida).

No entanto nosso querido "Pardal" resolveu tirar um volante I: Donizete, e colocar um meia: Léo C. que praticamente desapareceu na marcação e ocupava o mesmo espaço de Lucas L.

Para completar tirou Rodrigão, que prendia a zaga do Red Bull, e recebia os passes ,  e colocou jogadores ainda sem o devido preparo técnico para jogar  no  ataque.

Na esquerda Coppete acumulava dois cartões,fazia péssima partida e nossa zaga avermelhava com cartões.

O simples e tranquilo,

Seria avançar Yuri para volante, sua posição de origem, caso de fato precisasse tirar (como tirou) Donizete.

Entrar com mais um zagueiro  alto para cortar bolas, e conter as subidas laterais do Red Bull com mais um lateral na esquerda.

Cajú deveria ter entrado no lugar de Coppete para conter o setor, e liberar  Lucas Lima em uma linha mais fechada e  com maior proteção no ataque.

Tenho dito e repito Dorival encontrou um time pronto, trocou três peças,  mudou o campeonato do ano retrasado e se mantém através desse núcleo de atletas da base vencedora até hoje com com Gustavo, Maia e Zeca.(Para tirar Werlei e Chiquinho não precisa nem de treinador.)

Vamos torcer para o Dorival não mudar os jogadores sem observar o jogo. Se fosse um time um pouco mais forte teríamos perdido.

Saudações santistas.